A DOR DA SEPARAÇÃO

 

PapoEspiritual

Como foi sofrido enterrar minha mãe. Era de idade? Sim! Estava doente? Sim! Contudo nada disto conforma e nem conforta. Entendo que, quando é contra a ordem da vida, a situação machuca mais. Entretanto, a morte não é inerente à alma humana. A inércia, a mudez, a imobilidade fazem um transtorno nas nossas emoções. O silêncio, a imobilidade e a palidez da morte nos desconcertam.

Apesar de não haver medo, desespero, ou falta de paz, estar ao lado de alguém que me aconchegou no colo, me encorajou nos momentos de desânimo, riu das minhas piadas, chorou com minhas derrotas, orou pela minha vida, compartilhou dos meus êxitos e que, de repente, se encontra impotente e sem qualquer reação traz uma tristeza e uma sensação de limitação. 

O que vale é que aproveitei todos os seus últimos dias de lucidez e de saúde. Tivemos um excelente tempo de despedida. Troquei de papel. A ninava para dormir, exatamente com ela fazia comigo no passado. A levava para lanchar nas lanchonetes, passear nos shoppings. Porém, o que mais lhe dava prazer, era ouvir as minhas crônicas, as minhas escritas e os meus contos. E, sobretudo, ir aos cultos.

A igreja ficava ao lado do seu prédio. Em toda reunião ela, sentadinha, ouvia as mensagens do pastor. Era seu grande prazer. Assim, alimentava a sua  forte alma naquele tão enfraquecido corpo. Por causa desta sua manifestação e justificada mediante a fé em Jesus Cristo, ela desfruta do verdadeiro descanso. Isto até a ressurreição do seu novo corpo revestido da imortalidade.

Até este fato, ficou o legado deixado para os seus seis filhos, cinco mulheres e um homem. Este revelado através de um caráter firme, de uma honestidade provada, de uma lealdade sincera, além de um espírito manso e humilde. Todos, ao redor de seu caixão, sabiam que haveriam de vê-la novamente pela esperança da vida eterna que Jesus nos prometeu. Não somente como consolo na hora da angústia, mas um fato comprovado pela sua própria ressurreição. Amém!             

Publicado em Espírito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Nossos Papos

Todos os Papos