VOCÊ É BOM EM PREOCUPAR-SE?

 

PapoSério

Por Robert J. Tamasy

Uma das maravilhas do mercado é a variedade de talentos e habilidades. Alguns são líderes naturais, enquanto outros acham fácil seguir e dar suporte aos que lideram. Alguns são dotados para administrar, dirigir e delegar; outros são adeptos de lidar pessoalmente com a multiplicidade de detalhes. Alguns têm dom natural para vendas e marketing, capazes de vender gelo para ursos polares. Outros são oradores talentosos, enquanto outros se comunicam melhor através da escrita.

Mas existe uma habilidade que todos nós possuímos: capacidade de nos preocuparmos. Se formos dono de empresa ou tivermos responsabilidade
executiva nos preocuparemos com questões que vão do planejamento ao suprimento. Preocupamo-nos com prazos, promoções, novos empregos, receber ou não aumento salarial.

Se nosso negócio depende de poucos clientes nos preocupamos em perdê-los. Preocupamo-nos em como arranjar novos clientes. Preocupam-nos que nossos competidores façam mudanças que possam nos impactar negativamente. Preocupamo-nos com clima organizacional, economia local, nacional e mundial; com custo de combustíveis; com mudanças tecnológicas e tendências de mercado.

Somos tão eficientes no quesito preocupação que o fazemos até quando não há absolutamente nada com que nos preocuparmos: ficamos preocupados em pensar que logo haverá alguma coisa para nos causar preocupação!

Uma das razões de nos preocuparmos é que isso faz que sintamos que estamos fazendo alguma coisa, mesmo quando não há nada que possamos fazer. Sentimo-nos bem por estarmos preocupados acerca de uma situação, mesmo que estejamos impotentes para fazer alguma coisa.

E o que a preocupação realiza? Pessoas experientes dizem que 90% das coisas com que nos preocupamos jamais acontecem. Assim, perdemos considerável energia emocional e mental para nada.

Incluindo-me entre aqueles que se preocupam com facilidade, acho confortador e encontro segurança ao lembrar-me do que a Bíblia diz sobre preocupação.

Orar em vez de se preocupar. Preocupação nos tira o sono, consome nossa energia e acaba com nossa paz interior. E se nossos cuidados fossem transferidos para Alguém, com confiança inabalável de que serão tratados de forma apropriada? ‘Não se preocupem com nada, mas em todas as orações peçam a Deus o que vocês precisam e orem sempre com o coração agradecido. E a paz de Deus, que ninguém consegue entender, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos com Cristo Jesus’ (Filipenses 4.6-7).

Entregar a preocupação a Deus. Você já tentou levantar peso acima de suas forças e sentiu alívio quando alguém, mais forte, voluntariamente se ofereceu para ajudá-lo? É exatamente isso que Deus Se oferece para fazer! ‘Entreguem todas as suas preocupações a Deus, pois Ele cuida de vocês’ (1Pedro 5.7).

Deixar nosso fardo com Deus. Alguém já lhe disse: ‘Não se preocupe. Tenho tudo sob controle’? É exatamente isso o que Deus está nos dizendo. Preocupamo-nos com coisas que estão fora do nosso controle ou que provavelmente jamais acontecerão. Deus nos diz: ‘Relaxe: vou cuidar disso. Livre-se dessa carga.’ Mateus 11.28: ‘Venham a Mim, todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas, e Eu lhes darei descanso’ 

Texto de Robert J. Tamasy, vice-presidente de comunicações da Leaders Legacy, corporação beneficente com sede em Atlanta. Geórgia, USA. Com mais de 30 anos de trabalho como jornalista, é co-autor e editor de nove livros. Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação de J. Sergio Fortes.

Maná de Segunda® é uma reflexão semanal do CBMC

Publicado em Mente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Nossos Papos

Todos os Papos